English version
N.º 6
2007
pp. 31-37

 

< Anterior Seguinte >

Artigo
Materiais poluentes e controlo da poluição no Museu da Fundação Cupertino de Miranda, Porto

A. I. Mosca1,2,*, M. F. Camões3, L. E. Casanovas4

1 Specanalítica, Av. São Miguel nº 249, 2775-751 Carcavelos, Portugal

2 Unidade de Biotecnologia Ambiental (UBiA), Faculdade de Ciências e Tecnologia (FCT), Universidade Nova de Lisboa (UNL)

3 Universidade de Lisboa, Faculdade de Ciências, Departamento de Química e Bioquímica, CCMM, Lisboa, Portugal

4 CITAR - Centro de Investigação em Ciências e Tecnologias das Artes da Universidade Católica Portuguesa

* alicemosca@specanalitica.com

Resumo

A Fundação Dr. António Cupertino de Miranda possui uma colecção de miniaturas de automóveis, comboios e barcos,maioritariamente constituídas por ligas metálicas à base de zinco (zamac). A interacção destas obras com os materiais que servem de suporte à exposição, essencialmente aglomerados de madeira e alcatifa, deixam adivinhar uma fragilidade que se poderá traduzir na alteração e degradação do acervo existente. Este trabalho pretendeu identificar alguns dos materiais poluentes e caracterizar as respectivas emissões, desenvolver métodos de monitorização, com baixos custos e que facilmente possam ser adoptados pelos colaboradores afectos ao museu, e propor soluções que possam retardar a degradação da colecção, mantendo as condições actuais de exposição. Entre as soluções propostas conta-se a substituição do MDF existente por MDF sem tratamentos retardadores de incêndio ou de resistência à humidade e o uso de carvão activado RB4.

Palavras-chave

Poluição
Museus
Corrosão
MDF
VOC
Adsorventes

Idioma

Português

DOI

10.14568/cp6_4

Download

PDF

Importar referência

RIS | Endnote

Citação

Conservar Património | APA | Chicago | NP405 | ABNT

Conservar Património:
Mosca, A. I.; Camões, M. F.; Casanovas, L. E., 'Materiais poluentes e controlo da poluição no Museu da Fundação Cupertino de Miranda, Porto', Conservar Património 6 (2007) 31-37, https://doi.org/10.14568/cp6_4.

APA:
Mosca, A. I., Camões, M. F., & Casanovas, L. E. (2007). Materiais poluentes e controlo da poluição no Museu da Fundação Cupertino de Miranda, Porto. Conservar Património, 6 31-37. DOI:10.14568/cp6_4.

Chicago:
Mosca, A. I., M. F. Camões, and L. E. Casanovas. 2007. "Materiais poluentes e controlo da poluição no Museu da Fundação Cupertino de Miranda, Porto." Conservar Património 6:31-37. doi:10.14568/cp6_4.

NP405:
MOSCA, A. I. [et al.] – Materiais poluentes e controlo da poluição no Museu da Fundação Cupertino de Miranda, Porto. Conservar Património. [Em linha]. 6 (2007) 31-37 [Consult. ]. Disponível em WWW: <URL:https://doi.org/10.14568/cp6_4>. ISSN 21829942.

ABNT:
MOSCA, A. I.; CAMÕES, M. F.; CASANOVAS, L. E.. Materiais poluentes e controlo da poluição no Museu da Fundação Cupertino de Miranda, Porto. Conservar Património, Lisboa, v. 6, p. 31-37, 2007. Disponível em: <https://doi.org/10.14568/cp6_4>. Acesso em: .

História

Online: 2017-10-3
Publicação: 2009-2-1

Referências

1 Rottenberger, S.; Kuhn, U.; Wolf, A.; Schebeske, G.; Oliva, S. T.; Tavares, T. M.; Kesselmeier, J., 'Exchange of short-chain aldehydes between amazonian vegetation and the atmosphere', Ecological Applications 14 (Supplement) (2004) 247-262.

2 Müller, K.; Haferkorn, S.; Grabmer, W.; Wisthaler, A.; Hansel, A.; Kreuzwieser, J.;Cojocariu, C.; Rennenberg, H.; Herrmann, H., 'Biogenic carbonyl compounds within and above a coniferous forest in Germany', Atmospheric Environment, 40 (supplement 1) (2006) 81-91.

3 Villanueva-Fierro, I.; Popp, C.J.; Martin, R.S., 'Biogenic emissions and ambient concentrations of hydrocarbons, carbonyl compounds and organic acids from ponderosa pine and cottonwood trees at rural and forested sites in New Mexico', Atmospheric Environment 38 (2) (2004) 249-260.

4 Lü, H.; Wena, S.; Fenga, Y.; Wanga, X.; Bia, X.; Shenga, G.; Fua, J., 'In door and outdoor carbonyl compounds and BTEX in the hospitals of Guangzhou, China', Science of the Total Environment 368 (2-3) (2006) 574-584.

5 Feng, Y.; Wen, S.; Cheng, Y.; Wang, X.; Lü, H.; Bi, X., 'Ambient levels of carbonyl compounds and their sources in Guangzhou, China', Atmospheric Environment 39 (10) (2005) 1789-1800.

6 Báez, A.; Padilla, H.; García, R.; Torres, M.C.; Rosas, I.; Belmont, R., 'Carbonyls levels in indoor and outdoor air in Mexico City and Xalapa, Mexico', Science of the Total Environment, 302 (1-3) (2003) 211-226.

7 Hatchfield, B. P., Pollutants in the museum environment: practical strategies for problem solving in design, exhibition and storage, Archetype Publications Ltd, London (2002).

8 Shimadzu, 'OES-5500II - Relatório de Aplicação Análise de Ligas de Zinco e Zamak', Relatório n.º OES-SBL-03.

9 Gross, D. K., 'Zinc Die Castings - The Importance of Alloy Chemistry', Die Casting Engineer (2003) 30-31.

10 Aldehydes, screening: Method 2539, issued 2 - NIOSH Manual of Analytical Methods (NMAM), Fourth Edition (1994).

11 Zhang, J; Thickett, D.; Green, L., 'Two Tests for the Detection of Volatile Organic Acids and Formaldehyde', Journal of the American Institute for Conservation 33 (1) (1994) 47-53.

12 Tétreault, J., 'Matériaux de Construction, Matériaux de Destruction'. Colloque sur la Conservation Restauration des Biens Culturels. La Conservation Préventive. A.R.A.A.F.U. Paris (1992).

13 Harper, M., 'Sorbent trapping of volatile organic compounds from air', Journal of Chromatography A, 885 (2000) 129-151.

14 Kornacki, W.; Fastyn, P.; Gierczak, T.; Gaw³owski, J.; Niedzielski, J., 'Reactivity of carbon adsorbents used to determine volatile organic compounds in atmospheric air', Chromatographia 63 (1/2) (2006) 67-71.

15 Cruz, A. J.; Pires, J.; Carvalho, A. P.; Carvalho, M. B., 'Adsorption of acetic acid by activated carbons, zeolites, and other adsorbent materials related with the preventive conservation of lead objects in museum showcases', Journal of Chemical Engineering Data 49 (2004) 725-731.

Endereço persistente: https://doi.org/10.14568/cp6_4


< Anterior Seguinte >
ARP | Associação Profissional de Conservadores-Restauradores de Portugal