English version
Conservar Património,
n.º 25, 2017,
pp. 23-36

 

< Anterior Seguinte >

Artigo
Avaliação expedita do risco sísmico de bens culturais imóveis

Xavier Romão1,*, Esmeralda Paupério2, Nuno Pereira1

1 Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto, Rua Dr. Roberto Frias, s/n, 4200-465 Porto, Portugal

2 Instituto da Construção, Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto, Rua Dr. Roberto Frias, s/n, 4200-465 Porto, Portugal

* xnr@fe.up.pt

Resumo

O artigo apresenta uma metodologia simplificada para a avaliação do risco que foi desenvolvida especificamente para o património cultural imóvel. Envolve as várias componentes necessárias para uma avaliação do risco e pode ser utilizada como um procedimento de triagem para a análise preliminar de um grande número de bens culturais utilizando recursos limitados. Pode igualmente ser usada no caso de bens culturais que exigem uma avaliação de risco mais detalhada. A metodologia proposta é um método qualitativo que se baseia num conjunto de questionários estruturados que integram as principais componentes duma avaliação de risco: a probabilidade do perigo, as consequências do perigo, a vulnerabilidade do bem aos efeitos do perigo, a perda de valor do bem e a capacidade de recuperação após o evento. De modo a ilustrar a sua aplicação, apresenta-se um caso de estudo onde se analisa o risco sísmico duma igreja em Itália que foi danificada pelo sismo de L'Aquila, em 2009.

Palavras-chave

Avaliação de risco; Vulnerabilidade; Perigo; Património Cultural Imóvel; Valor do Património Cultural

Idioma

Português

DOI

10.14568/cp2016030

Download

PDF

Importar referência

RIS

Endereço persistente: http://dx.doi.org/10.14568/cp2016030


< Anterior Seguinte >
ARP | Associação Profissional de Conservadores-Restauradores de Portugal