English version
N.º 29
2018
pp. 71-80

 

< Anterior Seguinte >

Intervenção
Rendas: estudo de caso de preservação da coleção do Museu Moda e Têxtil da UFRGS

Vera Felippi1,*, Evelise Anicet Rüthschilling2 , Gabriela Perry3

1 Programa de Pós-Graduação em Design, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Av. Oswaldo Aranha 99/607, Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil

2 Departamento de Artes Visuais, Programa de Pós-Graduação em Design, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Av. Paulo Gama 100, Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil

3 Departamento de Design e Expressão Gráfica, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Rua Sarmento Leite 320/504, Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil

* verafelippi@hotmail.com

Resumo

Neste artigo é tratado o percurso da Coleção de Rendas Lucy Niemeyer pertencente ao Museu de Moda e Têxteis da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, no Brasil, tendo como foco apresentar a estratégia escolhida, as intervenções e os resultados das atividades de conservação preventiva desta coleção. As atividades perpassam pela caracterização dos materiais, registros, higienização, acondicionamento, catalogação e disponibilização do conhecimento visando a preservação da coleção. A metodologia para a conservação apoia-se nas práticas e teorias empregadas em museus nacionais e internacionais que lidam com acervos têxteis. Faz-se referência à importância do espaço virtual e do banco de dados para disponibilizar o conhecimento, pois facilita o acesso, potencializa investigações e proporciona uma forma de preservação. Trata-se de uma pesquisa com aplicação prática, com base numa abordagem qualitativa, empregando o estudo de caso como procedimento técnico.

Palavras-chave

Rendas
Conservação têxtil
Conservação preventiva
Museu Moda e Têxtil da UFRGS

Idioma

Português

DOI

10.14568/cp2017036

Download

PDF

Importar referência

RIS | Endnote

Citação

Conservar Património | APA | Chicago | NP405 | ABNT

Conservar Património:
Felippi, V.; Rüthschilling, E. A.; Perry, G., 'Rendas: estudo de caso de preservação da coleção do Museu Moda e Têxtil da UFRGS', Conservar Património 29 (2018) 71-80, https://doi.org/10.14568/cp2017036.

APA:
Felippi, V., Rüthschilling, E. A., & Perry, G. (2018). Rendas: estudo de caso de preservação da coleção do Museu Moda e Têxtil da UFRGS. Conservar Património, 29 71-80. DOI:10.14568/cp2017036.

Chicago:
Felippi, Vera, Evelise Anicet Rüthschilling, and Gabriela Perry. 2018. "Rendas: estudo de caso de preservação da coleção do Museu Moda e Têxtil da UFRGS." Conservar Património 29:71-80. doi:10.14568/cp2017036.

NP405:
FELIPPI, Vera [et al.] – Rendas: estudo de caso de preservação da coleção do Museu Moda e Têxtil da UFRGS. Conservar Património. [Em linha]. 29 (2018) 71-80 [Consult. ]. Disponível em WWW: <URL:https://doi.org/10.14568/cp2017036>. ISSN 21829942.

ABNT:
FELIPPI, Vera; RÜTHSCHILLING, Evelise Anicet; PERRY, Gabriela. Rendas: estudo de caso de preservação da coleção do Museu Moda e Têxtil da UFRGS. Conservar Património, Lisboa, v. 29, p. 71-80, 2018. Disponível em: <https://doi.org/10.14568/cp2017036>. Acesso em: .

História

Recebido: 2017-9-25
Revisto: 2017-12-5
Aceite: 2017-12-11
Online: 2017-12-15
Publicação: 2018-9-29

Referências

1 Almeida, A. M., ‘Museus e coleções universitários: por que museus de arte na Universidade de São Paulo’, tese de doutorado, Universidade de São Paulo, Escola de Comunicação e Artes, São Paulo (2001), http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/27/27143/tde-10092003-160231/ptbr.php (acesso em 2016-06-27).

2 Etcheverry, D., Encajes: História y Identificación, Fundación Museu del Traje, Buenos Aires (2013).

3 Earnshaw, P., The Identification of Lace, 3th ed., Shire Publications, London (2000).

4 Desvallées, A.; Mairesse, F. (eds.), Conceitos-chave de Museologia, Armand Colin (2010), http://icom.museum/fileadmin/user_upload/pdf/Key_Concepts_of_Museology/Museologie_Anglais_BD.pdf (acesso em 2016-08-23).

5 Brooks, M.; Clark, C.; Eastop, D.; Petschek, C., ‘Restauração e conservação: algumas questões para os conservadores. A perspectiva da conservação de têxteis’, Anais do Museu Paulista 2 (1994), 235-250.

6 ‘Terminology to characterize the conservation of Tangible Cultural Heritage’, 15th Triennial Conference, New Delhi (2008), http://www.icom-cc.org/54/document/icom-cc-resolution-terminology-english/?id=744#.Wa1TZPOGPIU (acesso em 2017-08-04).

7 Eastop, D., ‘A conservação de têxteis como uma prática de conservação, de investigação e de apresentação’, in Tecidos e sua Conservação no Brasil: Museus e Coleções, ed. T. C. Paula, Museu Paulista da USP, São Paulo (2006) 52-58.

8 Trupin, D. L. ‘O que é uma coleção de têxteis? Questões de conservação em coleções de bandeiras e casas históricas’ in Tecidos e sua Conservação no Brasil: Museus e Coleções, ed. T. C. Paula, Museu Paulista da USP, São Paulo (2006) 41-46.

9 Paula, T. C., ‘Inventando moda e costurando história: pensando a conservação de têxteis no museu paulista/USP’, dissertação de mestrado, Universidade de São Paulo, Escola de Comunicação e Artes, São Paulo (1998).

10 Earnshaw, P., Bobbin & Needle Lace: Identifications and Care, Batsford Craft, London (1983).

11 Browne, C., Lace from Victoria & Albert Museum, V&A Publications, London (2004).

12 ‘Lace classification system’, Lace Study Centre, https://maas.museum/event/lace-study-centre/ (acesso em 2016-08-17).

13 Farrel, J., Identifying Handmade and Machine Lace, Victoria and Albert Museum and Museum of Costume and Textiles, London (2007), http://www.dressandtextilespecialists.org.uk/Lace%20Booklet.pdf (acesso em 2017-02-06).

14 ‘NBR 7031:2014: Indicação do sentido da torção dos fios têxteis e produtos similares – Procedimento’, Associação Brasileira de Normas Técnicas, Rio de Janeiro (1995).

15 ‘NBR 13538:1995: Material têxtil – Análise qualitativa’, Associação Brasileira de Normas Técnicas, Rio de Janeiro (1995).

16 Souza, L. A. C, ‘Panorama brasileiro na relação entre Ciência e Conservação de Acervos’, Revista do Programa de Pós Graduação em Artes da Escola de Belas Artes da UFMG 1(1) (2008) 37-46, http://www.eba.ufmg.br/revistapos/index.php/pos/article/view/6/5 (acesso em 2017-03-27) 17 Manual de Conservación Preventiva de Textiles, Comité Nacional de Conservación Textil, Fundación Andes, Santiago del Chile (2002).

18 ‘Using the ethics checklist’, Victoria and Albert Museum, Conservation Department, http://www.vam.ac.uk/content/journals/conservation-journal/issue-50/appendix-1/ (acesso em 2017-08-15).

19 Perales, I. A., ‘Aspectos da documentação: coleção têxtil e vestuário’, in Tecidos e sua Conservação no Brasil: Museus e Coleções, ed. T. C. Paula, Museu Paulista da USP, São Paulo (2006) 90-95.

20 Padilha, R., Documentação Museológica e Gestão de Acervo Editora FCC, Florianópolis (2014).

21 Ferrez, H., ‘Documentação museológica: teoria para uma boa prática’, in Cadernos de Ensaios, vol. 2, Minc/Iphan, Rio de Janeiro (1994) 64-73.

22 Fabbri, A.; Machado, C., ‘Informatização dos acervos dos museus como ferramenta de acesso’, in Documentação e Conservaçà o de Acervos Museológicos: Diretrizes, ed. A. Fabbri, A., Secretaria de Estado da Cultura de São Paulo, São Paulo (2010) 26-29.

Endereço persistente: https://doi.org/10.14568/cp2017036


< Anterior Seguinte >
ARP | Associação Profissional de Conservadores-Restauradores de Portugal