English version
N.º 26
2017
pp. 23-36

 

< Anterior Seguinte >

Artigo
A reorganização do Museu Pombalino de Física da Universidade de Coimbra por Mário Augusto da Silva

Gilberto Gonçalves Pereira

Museu de Ciência da Universidade de Coimbra, Largo Marques de Pombal, 3000-272, Coimbra, Portugal

ggpereira@ci.uc.pt

Resumo

Em 1937, a colecção de instrumentos científicos do Gabinete de Física da Universidade de Coimbra, organizada por João António Dalla Bella (1726-1823) no século XVIII, encontrava-se obsoleta, dispersa e esquecida por várias salas do Colégio de Jesus. Uma notificação para realizar um inventário do Laboratório de Física foi o que desencadeou o empenho do então seu director, Mário Augusto da Silva (1901-1977), para salvar e reorganizar este importante património científico do processo de abandono e consequente esquecimento. Mário Silva, impossibilitado de avançar com outros projectos, tais com o Instituto do Rádio ou a Emissora Radiofónica, encontrou no interior do seu laboratório um motivo para vencer as adversidades a que era sujeito e que culminaram com a sua aposentação compulsiva em 1947. É o percurso da recuperação dos instrumentos e espaços do antigo Gabinete de Física no final da década de 30, e subsequente criação de um museu, que iremos analisar neste artigo.

Palavras-chave

Mário Silva
Gabinete de Física
Universidade de Coimbra
Instrumentos científicos

Idioma

Português

DOI

10.14568/cp2017007

Download

PDF

Importar referência

RIS | Endnote

Citação

Conservar Património | APA | Chicago | NP405 | ABNT

Conservar Património:
Pereira, G. G., 'A reorganização do Museu Pombalino de Física da Universidade de Coimbra por Mário Augusto da Silva', Conservar Património 26 (2017) 23-36, https://doi.org/10.14568/cp2017007.

APA:
Pereira, G. G. (2017). A reorganização do Museu Pombalino de Física da Universidade de Coimbra por Mário Augusto da Silva. Conservar Património, 26 23-36. DOI:10.14568/cp2017007.

Chicago:
Pereira, Gilberto Gonçalves. 2017. "A reorganização do Museu Pombalino de Física da Universidade de Coimbra por Mário Augusto da Silva." Conservar Património 26:23-36. doi:10.14568/cp2017007.

NP405:
PEREIRA, Gilberto Gonçalves – A reorganização do Museu Pombalino de Física da Universidade de Coimbra por Mário Augusto da Silva. Conservar Património. [Em linha]. 26 (2017) 23-36 [Consult. ]. Disponível em WWW: <URL:https://doi.org/10.14568/cp2017007>. ISSN 21829942.

ABNT:
PEREIRA, Gilberto Gonçalves. A reorganização do Museu Pombalino de Física da Universidade de Coimbra por Mário Augusto da Silva. Conservar Património, Lisboa, v. 26, p. 23-36, 2017. Disponível em: <https://doi.org/10.14568/cp2017007>. Acesso em: .

História

Recebido: 2017-2-6
Revisto: 2017-3-29
Aceite: 2017-3-31
Online: 2017-4-10

Referências

1 Trincão, P.; Ribeiro, N. (ed.), Mário Augusto da Silva, uma Fotobiografia (1901-1977), Instituto de História da Ciência e da Técnica – Museu Nacional da Ciência e da Técnica, Coimbra (2001).

2 Lopes, J. T., ‘O emissor de T.S.F. do Laboratório de Física da Universidade de Coimbra’, Revista da Faculdade de Ciências da Universidade de Coimbra 3(1) (1933) 44-49.

3 Caetano, E., Mário Silva, Professor e Democrata, Coimbra Editora Limitada, Coimbra (1977).

4 Silva, M. A., ‘Um novo Museu em Coimbra: o Museu Pombalino de Física da Faculdade de Ciências da Universidade’, Publications du Laboratoire de Physique de l’Université de Coimbra 1(3) (1939) 131-153.

5 Antunes, E.; Pires, C., ‘O gabinete de física da Universidade de Coimbra’, in Coleções Científicas Luso-Brasileiras: Património a ser descoberto, ed. M. Granato & M. C. Lourenço, MAST/MCT, Rio de Janeiro (2010) 159-184.

6 Carvalho, R., História do Gabinete de Física da Universidade de Coimbra , Biblioteca Geral da Universidade de Coimbra, Coimbra (1978).

7 Pires, C.; Pereira, G.; Tirapicos, T., ‘The Colégio dos Nobres as an eighteenth century instrument transfer hub’, in press.

8 Silva, M. A., Elogio da Ciência, Coimbra Editora Limitada, Coimbra (1971).

9 Rodrigues, M. A., A Universidade de Coimbra no Século XX. Actas da Faculdade de Ciências (1911-1927), Publicações do Arquivo da Universidade de Coimbra, Coimbra (1992).

10 Silva, M. A., ‘Um novo museu em Coimbra: o Museu Pombalino de Física da Faculdade de Ciências da Universidade’, Revista da Faculdade de Ciências da Universidade de Coimbra 8(1) (1939) 27-49.

11 Bella, J. A. D., ‘Index instrumentorum ad physicam experimentalem pertinentium quæ iussu regis fidellissimi Josephi I. Bonarum artium promotoris fieri curavit’, manuscrito, Arquivo do Gabinete de Física da Universidade de Coimbra (1788).

12 Bella, J. A. D., Physices Elementa Usui Academiae Conimbricensis Accomodata, vol. 3, Coimbra (1790).

13 Ribeiro, J. S., Historia dos Estabelecimentos Scientificos Litterarios e Artisticos de Portugal nos Successsivos Reinados da Monarchia, vol. 16, Academia Real das Sciências, Lisboa (1889).

14 Silva, M. A., ‘A actividade científica dos primeiros directores do Gabinete de Física que a reforma pombalina criou em Coimbra, em 1772’, Revista da Faculdade de Ciências da Universidade de Coimbra 9(1) (1941) 5-16.

15 Silva, M. A., ‘A actividade científica dos primeiros directores do Gabinete de Física que a reforma pombalina criou em Coimbra, em 1772’, Publications du Laboratoire de Physique de l’Université de Coimbra 1(4) (1941) 157-168.

16 Souza, J. A., Gabinete de Physica da Faculdade de Philosophia na Universidade de Coimbra, Imprensa da Universidade, Coimbra (1878).

17 Viegas, A. S., ‘Viagem scientifica do Dr. Antonio dos Santos Viegas: primeiro relatório (Dezembro de 1866 a Maio de 1867)’, Diário de Lisboa 229 (1867-10-10) 2966-2974.

18 Silva, M. A., ‘A propósito de um bicentenário, O Museu Pombalino de física da Universidade de Coimbra’, O Século, 90(31836) (1970-12-04) 1, 8.

19 Trincão, P. (ed.), O Jornal dos Jornais, Instituto de História da Ciência e da Técnica – Museu Nacional da Ciência e da Técnica, Coimbra (2001).

20 Dias, J. P., ‘Relatório apresentado ao Reitor da Universidade de Coimbra pelo Director da Faculdade de Ciências’, Revista da Faculdade de Ciências da Universidade de Coimbra 8(2) (1940) 149-175.

21 Carvalho, R., ‘A pretensa descoberta da lei das acções magnéticas por dalla Bella, em 1781, na Universidade de Coimbra’, Revista Filosófica 11 (1954) 103-138.

22 Leonardo, A. J. F; Martins, D. R; Fiolhais, C., ‘The meteorological observations in Coimbra and the Portuguese participation in weather forecast in Europe’, Earth Sciences History 30(1) (2011) 135-162, https://doi.org/10.17704/eshi.30.1.e7163u43525w5445.

23 Bastos, H. T., ‘Os raios X de Röntgen’, O Instituto: Revista Scientífica e Litteraria 43 (1896) 38-41.

24 Bastos, H. T., ‘Raios X de Röntgen, Novas experiéncias’, O Instituto: Revista Scientífica e Litteraria 43 (1896) 275-279.

25 Dias, J. P., ‘Vida da Faculdade 1950-1951, Relatório do Director’, Revista da Faculdade de Ciências da Universidade de Coimbra 20 (1951) 284-288.

Endereço persistente: https://doi.org/10.14568/cp2017007


< Anterior Seguinte >
ARP | Associação Profissional de Conservadores-Restauradores de Portugal