English version
N.º 27
2018
pp. 83-91

 

< Anterior Seguinte >

Intervenção
Estudo metodológico em torno da reintegração cromática de um conjunto de painéis azulejares

Maria do Castelo Abreu Coutinho1,*, Ana Bailão2,3, Eduarda Vieira1,2

1 Escola das Artes, Universidade Católica Portuguesa, Rua Diogo de Botelho, 1327, 4169-005, Porto, Portugal

2 Centro de Investigação em Ciência e Tecnologia das Artes, CITAR, Escola das Artes, Universidade Católica Portuguesa, Rua Diogo de Botelho, 1327, 4169-005, Porto, Portugal

3 Faculdade de Belas-Artes, Universidade de Lisboa, Largo da Academia Nacional de Belas-Artes, 1249-058, Lisboa, Portugal

* macoutinho92@gmail.com

Resumo

Com este texto pretende-se divulgar um estudo que incide num conjunto de painéis de azulejos pertencentes ao Museu Nacional do Azulejo, Lisboa, de proveniência e artista desconhecidos, datados do final do século XVII. A singularidade da sua técnica de pintura justifica a intenção do museu de preparar um deles para exposição permanente, mesmo que incompleto. Entre os tratamentos de conservação e restauro a realizar neste painel, a reintegração cromática revelou-se o maior desafio. Com base numa gravura de Gilles Rousselet (1610-1686) que terá servido como fonte de inspiração para o artista responsável pela produção do painel, várias propostas estão a ser elaboradas em busca de uma solução.

Palavras-chave

Azulejos
Museu Nacional do Azulejo
Conservação e Restauro
Reintegração cromática

Idioma

Português

DOI

10.14568/cp2017004

Download

PDF

Importar referência

RIS | Endnote

Citação

Conservar Património | APA | Chicago | NP405 | ABNT

Conservar Património:
Coutinho, M. C. A.; Bailão, A.; Vieira, E., 'Estudo metodológico em torno da reintegração cromática de um conjunto de painéis azulejares', Conservar Património 27 (2018) 83-91, https://doi.org/10.14568/cp2017004.

APA:
Coutinho, M. C. A., Bailão, A., & Vieira, E. (2018). Estudo metodológico em torno da reintegração cromática de um conjunto de painéis azulejares. Conservar Património, 27 83-91. DOI:10.14568/cp2017004.

Chicago:
Coutinho, Maria do Castelo Abreu, Ana Bailão, and Eduarda Vieira. 2018. "Estudo metodológico em torno da reintegração cromática de um conjunto de painéis azulejares." Conservar Património 27:83-91. doi:10.14568/cp2017004.

NP405:
COUTINHO, Maria do Castelo Abreu [et al.] – Estudo metodológico em torno da reintegração cromática de um conjunto de painéis azulejares. Conservar Património. [Em linha]. 27 (2018) 83-91 [Consult. ]. Disponível em WWW: <URL:https://doi.org/10.14568/cp2017004>. ISSN 21829942.

ABNT:
COUTINHO, Maria do Castelo Abreu; BAILÃO, Ana; VIEIRA, Eduarda. Estudo metodológico em torno da reintegração cromática de um conjunto de painéis azulejares. Conservar Património, Lisboa, v. 27, p. 83-91, 2018. Disponível em: <https://doi.org/10.14568/cp2017004>. Acesso em: .

História

Recebido: 2017-1-11
Revisto: 2017-4-6
Aceite: 2017-4-30
Online: 2017-6-2

References

1 Appelbaum, B., Conservation Treatment Methodology, Elsevier, Oxford (2007).

2 Álvarez, J. J. L.; Álvarez, M. A., ‘La cerámica aplicada en arquitectura: hacia una normalización de los criterios de intervención’, Ge-conservación 1 (2010), 99-126, http://www.ge-iic.com/ojs/index.php/revista/article/view/15 (acesso em 2017-04-30).

3 Pereira, S. R.; Mendes, M. T; Esteves, L; Revez, M. J.; Mimoso, J. M, ‘Tipologias de preenchimento de lacunas no restauro de azulejos’, in De Viollet-Le-Duc à Carta de Veneza: Teoria e Prática do Restauro no Espaço Ibero-Americano, ed. J. D. Rodrigues, Lisboa (2014) 401-408.

4 Bailão, A., ‘Critérios de intervenção e estratégias para a avaliação da qualidade da reintegração cromática em pintura’, tese de doutoramento, Universidade Católica Portuguesa, Porto (2015), http://hdl.handle.net/10400.14/20111.

5 Bailão, A., ‘As técnicas de reintegração cromática na pintura: revisão historiográfica’, Ge-conservación 2 (2011), 45-63, http://www.ge-iic.com/ojs/index.php/revista/article/view/41 (acesso em 2017-04-30).

6 Mântua, A. A (ed.), Cores para a Arquitectura – Azulejaria Valenciana, Século XIII ao Século XVIII, Museu Nacional do Azulejo, Lisboa (2005).

7 Esteves, L.; Mimoso, J. M., ‘A abordagem estilística no restauro museológico de azulejos’, in De Viollet-Le-Duc à Carta de Veneza: Teoria e Prática do Restauro no Espaço Ibero-Americano, ed. J. D. Rodrigues, Lisboa (2014) 393-400.

8 Silva, T. P., ‘Devolver ao olhar: percurso e projecto expositivo no Museu Nacional do Azulejo’, dissertação de mestrado, Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, Lisboa (2014), http://hdl.handle.net/10451/20384.

9 Esteves, L.; Silva, T. P., ‘O restauro de azulejos com fragmentos cerâmicos: uma técnica desenvolvida no Museu Nacional do Azulejo’, comunicação, Congresso Azulejar, Universidade de Aveiro, Aveiro (2012).

10 Carvalho, M. R., ‘A pintura do azulejo em Portugal [1675-1725]: autorias e biografias – um novo paradigma’, tese de doutoramento, Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, Lisboa (2012), http://hdl.handle.net/10451/6527.

11 Almeida, P., ‘Apontamentos sobre a iconografia dos Eremitas na azulejaria seiscentista no Entre Douro e Minho’, Ciências e Técnicas do Património 4 (2005) 261-279.

12 Matos, M. A. P.; Pais, A. N.; Esteves, L., ‘Returning to the light. A project for the inventory and restoration of a large and unknown collection of azulejos from the MNAz’, comunicação, Congresso Azulejar, Universidade de Aveiro, Aveiro (2012).

13 Brandi, C., Teoria do Restauro, Orion, Lisboa (2006).

14 Rosa, L.; Vieira, E.; Coroado, J., ‘Conceitos e critérios de conservação e restauro em revestimentos azulejares de interior’, comunicação, Congresso Azulejar, Universidade de Aveiro, Aveiro (2012).

15 Mimoso, J. M.; Esteves, L., Vocabulário Ilustrado da Degradação dos Azulejos Históricos, LNEC, Lisboa (2011).

16 Ferber, R. (ed.), What Is A Survey, American Statistical Association, Washington, D.C. (1980).

17 Mimoso, J. M.; Chaban, A., ‘O recozimento de azulejos à luz da abordagem teórica ao restauro’, Conservar Património 23 (2016), 55-61, https://doi.org/10.14568/cp2015044.

Endereço persistente: https://doi.org/10.14568/cp2017004


< Anterior Seguinte >
ARP | Associação Profissional de Conservadores-Restauradores de Portugal