English version
N.º 11
2010
pp. 13-32

 

< Anterior Seguinte >

Artigo
O início da radiografia de obras de arte em Portugal e a relação entre a radiografia, a conservação e a política

António João Cruz

Departamento de Arte, Conservação e Restauro, Escola Superior de Tecnologia de Tomar, Estrada da Serra, 2300-313 Tomar

Centro de Investigação em Ciências e Tecnologias das Artes (CITAR), R. Diogo Botelho, 1327, 4169-005 Porto

ajccruz@gmail.com

Resumo

A primeira radiografia de pinturas em Portugal foi efectuada em 1923, por solicitação de Carlos Bonvalot, numa ocasião em que iniciativas semelhantes ocorriam noutros países. Tratou-se de um caso isolado que só teve continuidade em 1928 quando Roberto de Carvalho e Pedro Vitorino, também às próprias custas, iniciaram um projecto sistemático que deu origem a um número muito significativo de radiografias. De acordo com as interpretações feitas pelos seus autores e por Luís Reis Santos, algumas das radiografias punham em evidência significativos problemas de restauro e de autenticidade das obras. Entre 1934 e inícios de 1936, Carvalho e Vitorino foram proibidos de radiografar obras de museus do Estado, aparentemente a pretexto de os raios X poderem danificar as pinturas, mas mais ou menos na mesma ocasião foi adquirido equipamento de radiografia para o Museu Nacional de Arte Antiga, num processo, também pioneiro, em que esteve envolvido o conservador João Couto e o físico Manuel Valadares. Considerando a coincidência cronológica das duas iniciativas e o ambiente sócio-cultural da ditadura do Estado Novo que então vigorava em Portugal, a situação aparentemente contraditória é interpretada como uma forma de evitar a situação incómoda gerada pelas fortes críticas resultantes da interpretação das radiografias e controlar o surgimento de novos problemas a esse respeito.

Palavras-chave

Radiografia
História
Portugal
Pintura
Obras de Arte
Laboratórios de museus

Idioma

Português

DOI

10.14568/cp11_2

Download

PDF | Material adicional

Importar referência

RIS | Endnote

Citação

Conservar Património | APA | Chicago | NP405 | ABNT

Conservar Património:
Cruz, A. J., 'O início da radiografia de obras de arte em Portugal e a relação entre a radiografia, a conservação e a política', Conservar Património 11 (2010) 13-32, https://doi.org/10.14568/cp11_2.

APA:
Cruz, A. J. (2010). O início da radiografia de obras de arte em Portugal e a relação entre a radiografia, a conservação e a política. Conservar Património, 11 13-32. DOI:10.14568/cp11_2.

Chicago:
Cruz, António João. 2010. "O início da radiografia de obras de arte em Portugal e a relação entre a radiografia, a conservação e a política." Conservar Património 11:13-32. doi:10.14568/cp11_2.

NP405:
CRUZ, António João – O início da radiografia de obras de arte em Portugal e a relação entre a radiografia, a conservação e a política. Conservar Património. ISSN 1646043X. 11 (2010) 13-32.

ABNT:
CRUZ, António João. O início da radiografia de obras de arte em Portugal e a relação entre a radiografia, a conservação e a política. Conservar Património, Lisboa, v. 11, p. 13-32, 2010. Disponível em: <https://doi.org/10.14568/cp11_2>. Acesso em: .

História

Recebido: 2009-04-05
Revisto: 2010-06-25
Aceite: 2010-06-25Online: 2017-10-3
Publicação: 2010-10-29

Referências

1 Dupouy, J.-M., 'Les rayons X et l'étude des oeuvres d'art', Journal de Physique IV (1996) C4-791-C4-808.

2 Schreiner, M.; Frühmann, B.; Jembrih-Simbürger, D.; Linke, R., 'X-rays in art and archaeology - an overview', Advances in X-ray Analysis 47 (2004) 1-17.

3 Uda, M.; Demortier, G.; Nakai, I., X-rays for Archaeology, Springer, Dordrecht (2005).

4 Lang, J.; Middleton, A., Radiography of Cultural Material, 2.ª ed., Butterworth-Heinemann, Oxford (2005).

5 Cruz, A. J., 'Do certo ao incerto: o estudo laboratorial e os materiais do políptico de S. Vicente', in Nuno Gonçalves. Novos Documentos. Estudo da pintura portuguesa do séc. XV, ed. J. A. S. Carvalho e I. Cordeiro, Instituto Português de Museus - Reproscan, Lisboa (1994) 41-45.

6 Leandro, S., 'Invisíveis e Intangíveis nos Estudos de Arte: João Couto e o Laboratório Científico', in 40 Anos do Instituto José de Figueiredo, ed. R. F. Silva, N. Escobar e A. Pais, Instituto Português de Conservação e Restauro, Lisboa (2007) 65-81.

7 Pessoa, J., 'Fotografia documental de obras de arte: percurso histórico em Portugal', in Nuno Gonçalves. Novos Documentos. Estudo da pintura portuguesa do séc. XV, ed. J. A. S. Carvalho e I. Cordeiro, Instituto Português de Museus - Reproscan, Lisboa (1994) 38.

8 Sena, A., História da Imagem Fotográfica em Portugal - 1839-1997, Porto Editora, Porto (1998).

9 Pessoa, J., 'Pedro Vitorino e Roberto de Carvalho - A tábua da Trindade, radiografia de um exame feito há setenta anos', in Cores, Figura e Luz. Pintura portuguesa do século XVI na colecção do Museu Nacional de Soares dos Reis, ed. E. Soares e J. A. S. Carvalho, Instituto Português de Museus, Lisboa (2004) 57-65.

10 Pessoa, J., 'Carlos Bonvalot - pioneiro no encontro entre a Arte e a Ciência', in Cascais de Carlos Bonvalot, ed. J. A. Proença, Museu-Biblioteca Condes de Castro Guimarães, Cascais (2009) 31-46.

11 Teixeira, L. M., 'Carlos Bonvalot no estudo e tratamento da pintura portuguesa à luz dos métodos científicos', in Investigação e Restauro em Pinturas Quinhentistas de Cascais num Trabalho Inédito de Carlos Bonvalot, ed. L. M. Teixeira e L. M. P. Alves, Cascais (1981) 29-41.

12 Alves, L. M., 'Do empirismo à ciência. Um olhar sobre o percurso da conservação em Portugal do século XIX à actualidade', Conservação & Restauro. Cadernos 3 (2004) 13-21.

13 Cruz, A. J., 'A radiografia no Laboratório para o Exame das Obras de Arte, do Museu Nacional de Arte Antiga (1936-1965)', in 100 Anos da Descoberta dos Raios X. A radiação X no desenvolvimento científico e na sociedade, Universidade Nova, Lisboa (1995) 61-62.

14 Burroughs, A., Art Criticism from a Laboratory, Little, Brown and Company, Boston (1938).

15 Bridgman, C. F., 'The amazing patent on the radiography of paintings', Studies in Conservation 9(4) (1964) 135-139.

16 Glasser, O., Wilhelm Conrad Röntgen and the Early History of the Roentgen Rays, Norman Publishing, San Francisco (1993).

17 Sonnenburg, H., Rembrandt / Not Rembrandt in The Metropolitan Museum of Art: Aspects of Connoisseurship. Volume I. Paintings: Problems and issues, The Metropolitan Museum of Art, New York (1995).

18 Hours, M., Les Secrets des Chefs-d'Oeuvre, 2.ª ed., Denoël/Gonthier, Paris (1983).

19 Kaye, G. W. C., The Practical Applications of X-rays, Chapman, London (1922).

20 Chéron, A., 'La radiographie des tableaux', Comptes-Rendus de l'Academie des Sciences 172 (1921) 57-59.

21 Burroughs, A., 'Art and the X-ray', The Atlantic Monthly 137(4) (1926) 520-527.

22 Heydenreich, G., Lucas Cranach the Elder. Painting Materials, Techniques and Workshop Practice, Amsterdam University Press, Amsterdam (2007).

23 Hours, M., Conservation and Scientific Analysis of Painting, Van Nostrand Reinhold Company, New York (1976).

24 Hours, M., 'Le laboratoire du Musée du Louvre. Institut Mainini. Notice historique des origines à 1967', Bulletin du Laboratoire du Musée du Louvre 11 (1966) 35-45.

25 'Coöperation in X-ray research', Notes (Fogg Art Museum) 2(4) (1929) 153-157.

26 Burroughs, A., 'Note on the principles and process of X-ray examination of paintings', in Annual Report of the Board of Regents of the Smithsonian Institution. 1927, Government Printing Office, Washington (1928) 529-533.

27 Spronk, R., 'Standing on the shoulders of giants: the early years of conservation and technical examinations of Netherlandish paintings at the Fogg Art Museum', in Recent Developments in the Technical Examination of Early Netherlandish Painting: Methodology, Limitations & Perspectives, ed. M. Faries e R. Spronk, Brepols Publishers, Turnhout (2003) 39.

28 Padfield, J.; Saunders, D.; Cupitt, J.; Atkinson, R., 'Improvements in the acquisition and processing of x-ray images of paintings', National Gallery Technical Bulletin 23 (2002) 62-75.

29 Wolters, C., Die Bedeutung der Gemäldedurchleuchtung mit Röntgen strahlen für die Kunstgeschichte, Prestel Verlag, Franfurt (1938).

30 Ruhemann, H., The Cleaning of Paintings. Problems and Potentialities, Frederick A. Praeger, New York (1968).

31 Bauer, V.; Rinnebach, H., 'L'examen des peintures aux rayons X. Son importance et ses limites', Mouseion 13-14 (1931) 42-60.

32 Rawlins, F. I. G., 'The new physical laboratory at the National Gallery, London', Technical Studies in the Field of the Fine Arts 4 (1935) 107-108.

33 Laurie, A. P., 'Un laboratoire pour l'examen des peintures', Mouseion 17-18 (1932) 119-122.

34 Petertil, E., 'La question des détériorations des couleurs par les rayons X', Mouseion 21-22 (1933) 27-31.

35 Götzky, S.; Günther, P., 'Zur Frage der Schädigung von Gemälden durch Röntgenstrahlen', Angewandte Chemie 47 (1934) 343-345.

36 James, A. E., Jr; Gibbs, S. J.; Sloan, M.; Price, R. R.; Erickson, J. J., 'Digital radiography in the analysis of paintings: a new and promising technique', Journal of the American Institute for Conservation 22(1) (1982) 41-48.

37 Bonvalot, C., 'Os quadros quinhentistas de Cascais. Relatório técnico', in Investigação e Restauro em Pinturas Quinhentistas de Cascais num Trabalho Inédito de Carlos Bonvalot, ed. L. M. Teixeira e L. M. P. Alves, Cascais (1981) 5-28.

38 Batoréo, M., Pintura Portuguesa do Renascimento. O Mestre da Lourinhã, Caleidoscópio, Casal de Cambra (2004).

39 Couto, M. T., 'Notas biográficas', in Carlos Bonvalot. 1893-1934, ed. P. Henriques, Instituto Português de Museus, Lisboa (1995) 91-95.

40 Alves, L. M. P., 'A propósito de "Os quadros quinhentistas de Cascais - Relatório técnico" de Carlos Bonvalot', in Investigação e Restauro em Pinturas Quinhentistas de Cascais num Trabalho Inédito de Carlos Bonvalot, ed. L. M. Teixeira e L. M. P. Alves, Cascais (1981) 43-56.

41 Vitorino, P., 'A tábua de Margarida de França e a sua radiografia (Museu Municipal do Pôrto)', Portucale 7(37-38) (1934) 53-57.

42 Almeida, A. M. P., 'Museu Municipal do Porto. Das Origens à Sua Extinção', dissertação de mestrado, Faculdade de Letras da Universidade do Porto, Porto (2008).

43 Ramos, A., 'Recordando o Prof. Dr. Roberto de Carvalho no centenário do seu nascimento: 3/5/1893-3/5/1993', Revista de Guimarães 104 (1994) 243-272.

44 Carvalho, R.; Vitorino, P., '"A Trindade" do Museu do Pôrto, vista aos raios X', Portucale 7(41-42) (1934) 172-179.

45 Carvalho, R.; Vitorino, P., 'Revelações dos raios X nos quadros antigos', Revista de Guimarães 47(1-2) (1937) 25-29.

46 Santos, L. R., 'Os processos científicos no estudo e na conservação da pintura antiga', in Conferências da Liga Portuguesa de Profilaxia Social (4.ª série), Imprensa Social, Porto (1939) 251-302.

47 Santos, L. R., 'Queluz. A Documentação e Conservação do Nosso Património Artístico. Acuso José de Figueiredo', O Diabo (28-10-1934).

48 Rodrigues, G. A., Breve História da Censura Literária em Portugal, Instituto de Cultura e Língua Portuguesa, Lisboa (1980).

49 Lopes, R. O., 'Tradição metodológica e fortuna crítica da pintura portuguesa do Renascimento', Revista da Faculdade de Letras - Ciências e Técnicas do Património 5-6 (2006-2007) 279-290.

50 'Actas de sessões da Direcção do Instituto Português de Arqueologia, História e Etnografia', Etnos 19 (1935) 309-312.

51 'Documentação, conservação e restauro da nossa pintura antiga', Diário de Notícias (8-1-1937).

52 'Desordeiros de gravata', Diário de Notícias (...-1-1937).

53 'Foram em extremo curiosas as duas conferências', Diário de Lisboa 16(5078) (8-1-1937).

54 Valadares, M., 'Laboratório para o Exame das Obras de Arte', Boletim dos Museus Nacionais de Arte Antiga 1(1) (1939) 32-34.

55 Couto, J.; Valadares, M., 'A "Salomé" de Lucas Cranach, o Velho. A Intervenção do "Laboratório para o exame de obras de arte" do Museu das Janelas Verdes, nos trabalhos preparatórios do restauro da pintura - Salomé - de Lucas Cranach, o Velho', Boletim da Academia Nacional de Belas Artes 4 (1938) 39-54.

56 Salgueiro, L.; Carvalho, L., 'Manuel Valadares (1904-1982). Facetas de uma personalidade: humana, científica e artística', in Memórias de Professores Cientistas, ed. A. Simões, Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa, Lisboa (2001) 70-77.

57 Couto, J., 'Artes plásticas', Ocidente 66(313) (1964) 233-238.

58 'Arquivo de Secretaria, Registador 14, Processo 23', manuscrito do arquivo do Museu Nacional de Arte Antiga, Lisboa (1935).

59 'Arquivo de Secretaria, Registador 17, Processo 22', manuscrito do arquivo do Museu Nacional de Arte Antiga, Lisboa (1936).

60 'Livro de registo das radiografias', manuscrito do arquivo do Instituto dos Museus e da Conservação, Lisboa (1936-1969).

61 Couto, J., 'A cabeça do santo no 'Painel do Infante'', Boletim dos Museus Nacionais de Arte Antiga 3(9-10) (1944) 38.

62 Couto, J., 'A acção dos físicos e dos químicos nos laboratórios dos museus de arte', Gazeta de Física 1(6) (1948) 161-167.

63 Valadares, M., 'Exame ao raio X de um painel representando "Cristo descido da Cruz"', Boletim dos Museus Nacionais de Arte Antiga 3(9-10) (1944) 39-40.

64 Couto, J., 'O Calvário - Painel do políptico da Igreja do Convento de Jesus, em Setúbal', Boletim da Academia Nacional de Belas Artes 7 (1940) 5-11.

65 Gaspar, M. J. N., 'A Investigação no Laboratório de Física da Universidade de Lisboa (1929-1947)', dissertação de mestrado, Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa, Lisboa (2008).

66 Couto, J., 'Instituto para o Exame e Restauro das Obras de Arte', Boletim dos Museus Nacionais de Arte Antiga 1(3) (1940) 103-107.

67 Couto, J., 'Justificação do arranjo de um museu', Boletim do Museu Nacional de Arte Antiga 2(1) (1950) 1-21.

68 Couto, J., 'Aspectos actuais do problema do tratamento das pinturas', Boletim do Museu Nacional de Arte Antiga 2(3) (1952) 3-23.

69 Couto, J., 'A pintura flamenga em Évora no século XVI. Variedades e estilos na obra atribuída a Frei Carlos', A Cidade de Évora 1(3) (1943) 4-19.

70 Sousa, O. T., 'Relatório do exame radiográfico do quadro "A Virgem e o Menino" de Hans Memling', Boletim dos Museus Nacionais de Arte Antiga 2(8) (1943) 189-190.

71 Sousa, O. T.; Valadares, M., 'Exame comparativo ao Raio X de alguns quadros atribuídos aos Cranach (Velho e Novo)', Boletim dos Museus Nacionais de Arte Antiga 2(8) (1943) 188-189.

72 Sousa, O. T., 'Relatório do exame radiográfico de um quadro de Bosch: Tentações de Santo Antão', Boletim do Museu Nacional de Arte Antiga 1(4) (1949) 212-213.

73 Portela, A., Salazarismo e Artes Plásticas, 2.ª ed., Instituto de Cultura e Língua Portuguesa, Lisboa (1987).

74 Neto, M. J. B., Memória, Propaganda e Poder. O restauro dos monumentos nacionais (1929-1960), FAUP Publicações, Porto (2001).

75 Lira, S., 'Museums and Temporary Exhibitions as Means of Propaganda: the Portuguese case during the Estado Novo', dissertação de doutoramento, University of Leicester, Leicester (2002).

76 Lillios, K. T., 'Nationalism and Copper Age research in Portugal during the Salazar regime (1932-1974)', in Nationalism, Politics, and the Practice of Archaeology, ed. P. L. Kohl e C. Fawcett, Cambridge University Press, Cambridge (1995) 57-69.

Endereço persistente: https://doi.org/10.14568/cp11_2


< Anterior Seguinte >
ARP | Associação Profissional de Conservadores-Restauradores de Portugal