Versão em português
N.º 10
2009
pp. 19-38

 

< Previous Next >

Article
Colored limewash paintings in Alentejo (part 1): Pigments' identification and stratigraphic analysis (in 2004-2006)

M. Gil1, A. I. Seruya1, J. Aguiar2, A. Candeias3, J. C. Frade4, S. Valadas4, P. Alves4, I. Ribeiro4

1 Departamento de Conservação e Restauro, Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa, Monte da Caparica, 2829-516 Caparica

2 Faculdade de Arquitectura, Universidade Técnica de Lisboa, Rua Sá Nogueira, Pólo Universitário do Alto da Ajuda, 1349-055 Lisboa

3 Departamento de Química, Centro de Química de Évora, Universidade de Évora, Rua Romão Ramalho, 59, Évora

4 Laboratório de Conservação e Restauro, Instituto dos Museus e da Conservação, (IMC-LCR), R. das Janelas Verdes, 37,1249-018 Lisboa

Abstract

An experimental campaign took place between 2004 and 2006 in Alentejo in order to identify the pigments used in the traditional limewash and analyze pictorial techniques. The samples were collected in the exterior finishes of buildings localized in the historical centers of 47 municipalities (distributed among the districts of Évora, Beja, Portalegre and Setúbal). Its analysis was based on micro-chemical tests, supplemented with optical microscopic observations, Fourier transformed infrared spectroscopy and X-ray diffractometry. Results show that, contrary to the present, red pigments based on Fe (III) compounds were predominant in the lime palette of Alentejo and reveal several technical details such as the mixes between several pigments and the use of chromatic layers of variable thickness, that, in many cases, are very different from the system of transparent glazes.

Keywords

Limewash paintings
Inorganic pigment
Pictorial techniques
Conservation

Language

Portuguese

Original title

Caiações a cores no Alentejo (parte 1): Identificação dos pigmentos e análise estratigráfica (em 2004-2006)

DOI

10.14568/cp10_3

Download

PDF | Additional material

Download citation

RIS | Endnote

Citation

Conservar Património | APA | Chicago | NP405 | ABNT

Conservar Património:
Gil, M.; Seruya, A. I.; Aguiar, J.; Candeias, A.; Frade, J. C.; Valadas, S.; Alves, P.; Ribeiro, I., 'Caiações a cores no Alentejo (parte 1): Identificação dos pigmentos e análise estratigráfica (em 2004-2006)', Conservar Património 10 (2009) 19-38, https://doi.org/10.14568/cp10_3.

APA:
Gil, M., Seruya, A. I., Aguiar, J., Candeias, A., Frade, J. C., Valadas, S., Alves, P., & Ribeiro, I. (2009). Caiações a cores no Alentejo (parte 1): Identificação dos pigmentos e análise estratigráfica (em 2004-2006). Conservar Património, 10 19-38. DOI:10.14568/cp10_3.

Chicago:
Gil, M., A. I. Seruya, J. Aguiar, A. Candeias, J. C. Frade, S. Valadas, P. Alves, and I. Ribeiro. 2009. "Caiações a cores no Alentejo (parte 1): Identificação dos pigmentos e análise estratigráfica (em 2004-2006)." Conservar Património 10:19-38. doi:10.14568/cp10_3.

NP405:
GIL, M. [et al.] – Caiações a cores no Alentejo (parte 1): Identificação dos pigmentos e análise estratigráfica (em 2004-2006). Conservar Património. ISSN 1646043X. 10 (2009) 19-38.

ABNT:
GIL, M. et al. Caiações a cores no Alentejo (parte 1): Identificação dos pigmentos e análise estratigráfica (em 2004-2006). Conservar Património, Lisboa, v. 10, p. 19-38, 2009. Disponível em: <https://doi.org/10.14568/cp10_3>. Acesso em: .

History

Received: 2010-01-07
Revised: 2010-01-06
Accepted: 2008-11-13Online: 2017-10-3
Publication: 2010-7-5

References

1 Aguiar, J., Cor e Cidade Histórica: Estudos cromáticos e conservação do património, 2.ª impressão, FAUP publicações, Porto (2005).

2 Plasters, Joyce, 'Cross-sections and chemical analysis of paint samples', Studies in Conservation 2(3) (1956) 134-155.

3 Ajò, D.; Casellato, U.; Fiorin, E.; Vigato, P.A., 'Ciro Ferri's frescoes: a study of painting materials and technique by SEM-EDS microscopy, X-ray diffraction, micro FTIR and photoluminescence spectroscopy, Journal of Cultural Heritage 5 (2004) 333-348.

4 Motimore, J. L.; Marshall, L. J.; Marshall, R.; Almond. M. J.; Hollins, Peter; Matthews,Wendy, 'Analysis of Red and Yellow ochre samples from Clearwell Caves and Çatahoyuk by vibrational spectroscopy and other techniques', Spectrochimica Acta, Part A 60 (2004) 1179-1188.

5 Genestar, C.; Pons, C, 'Earth pigments in paintings: characterisation and differentiation by means of FTI spectroscopy and SEM-EDS microanalysis', Analytical and Bioanalytical Chemistry (2005) 382:269-274.

6 Bikiaris, D.; Danilia, S.; Sotiropolou S.; Katsimbiri, O.; Pavlidou, E.; Moutsatsou, A. P.; Chryssoulakis, Y., 'Ochre-differentiation throught micro-Raman and micro-FTIR spectrscopies: application on wall paintings at Meteora and Mount Athos, Greece', Spectrochimica Acta, Part A 56 (1999) 3-18.

7 Eastaugh, N.; Walsh, V.; Chaplin, T.; Siddal, R. L., Pigment Compendium: Optical Microscopy of Historical Pigments, Elsevier Butterworth-Heinemann, London (2004).

8 Segurado, J. E. S., Acabamentos das Construções, Estuques, Pinturas, etc., 2.ª edição, Bertrand, Lisboa (1923).

9 Fleury, P., Novo Tratado Usual da Pintura de Edifícios e Decoração, H. Garnier, Livreiro editor, Rio de Janeiro (1903).

10 Derrick, M. R.; Stulik, D.; Landry, J. M., Infrared Spectroscopy in Conservation Science, The Getty Conservation Institute, Los Angeles (1999).

11 Artist's pigments, A Handbook of Their History and Characteristics. Volume 2, ed. Roy Ashok, Oxford University Press, Oxford (1993).

12 Collecção Official da legislação Portuguesa, Anno de 1852, Imprensa Nacional, Lisboa (1853).

13 Estatística Geral do Commercio de Portugal com as suas Possessões Ultramarinas e as Nações Estrangeiras Durante o Ano Civil de 1879, Ministério da Fazenda, Imprensa Nacional, Lisboa (1881).

14 Estatística Geral do Commercio de Portugal com as suas Possessões Ultramarinas e as Nações Estrangeiras Durante o Ano Civil de 1880, Ministério da Fazenda, Imprensa Nacional, Lisboa (1881).

15 Estatística Geral do Commercio de Portugal com as Possessões Ultramarinas e as Nações Estrangeiras Durante o Ano Civil de 1881, Ministério da Fazenda, Imprensa Nacional, Lisboa (1884).

16 Estatística Geral do Commercio de Portugal com as suas Possessões Ultramarinas e as Nações Estrangeiras Durante o Ano Civil de 1882, Ministério da Fazenda, Imprensa Nacional, Lisboa (1885).

17 Estatística de Portugal Commercio do Continente do Reino e Ilhas Adjacentes com Países Estrangeiros e com as Provinzias Portuguesas do Ultramar. Anno de 1883 a 1885, Ministério da Fazenda, Imprensa Nacional, Lisboa (1887).

18 Estatística de Portugal Commercio do Continente do Reino e Ilhas Adjacentes com Países Estrangeiros e com as Provinzias Portuguesas do Ultramar. Anno de 1886, Ministério da Fazenda, Imprensa Nacional, Lisboa (1887).

19 Estatística de Portugal Commercio do Continente do Reino e Ilhas Adjacentes com Países Estrangeiros e com as Provinzias Portuguesas do Ultramar. Anno de 1887, Ministério da Fazenda, Imprensa Nacional, Lisboa (1888).

20 Estatística de Portugal Commercio do Continente do Reino e Ilhas Adjacentes com Países Estrangeiros e com as Provinzias Portuguesas do Ultramar. Anno de 1888, Ministério da Fazenda, Imprensa Nacional, Lisboa (1889).

21 Estatística de Portugal Commercio do Continente do Reino e Ilhas Adjacentes com Países Estrangeiros e com as Provinzias Portuguesas do Ultramar. Anno de 1888, Ministério da Fazenda, Imprensa Nacional, Lisboa (1891).

22 Cohen, D. X., Bases Para Orçamentos, Seguidas d' uma Serie de Preços, Muito Completa, dos Jornaes e Materiaes em Lisboa, de um Caderno Geral de Encargos, e de Differentes Posturas Municipas, Decretos e Portarias Sobre Construcções e Empreitadas, Typographia de Gutierres, Lisboa (1880).

23 Cohen, D. X. Bases para Orçamentos Seguidas d' uma Serie de Preços, Muito Completa, dos Jornaes e Materiaes em Lisboa, de um Caderno Geral de Encargos, e de Differentes Posturas Municipais, Decretos e Portarias Sobre Construcções e Empreitadas, José António Rodrigues Editor, Lisboa (1896).

24 Casa Tradicional Portuguesa, Cadernos EPDRS, Serpa (2000).

25 Cruz, A. J., 'Os pigmentos naturais utilizados em pintura', in Pigmentos & Corantes, ed. A. S. Dias, A. E. Candeias, Edições Molina, Évora (2007) 5-23.

26 Martins, A.; Alves, H.; Costa, T., 2000 Anos de Mineração em Aljustrel. Exposição do Museu Municipal de Arqueologia de Aljustrel, Aljustrel Maio de 2002. Julho 2003. Câmara Municipal de Aljustrel, Aljustrel (2003).

27 Monteiro, P.; Afonso, L. U., 'Fontes para o Estudo dos pigmentos na tratadistica portuguesa: da Idade Média a 18850', Artis, 6 (2007) 161-186.

28 Gil, M.; Carvalho, M. L.; Seruya, A.; Ribeiro, I.; Alves, P.; Guilherme, A.; Cavaco, A.; Mirão, J.;Candeias, A., 'Pigment characterization and state of conservation of an 18th century fresco in the Convento of S. António dos Capuchos (Estremoz)', X-Ray Spectrometry 37 (2008) 328-337.

29 Valadas, S., 'Estudo material dos frescos da Igreja da Misericórdia de Odemira', dissertação de Mestrado, Universidade de Évora (2007).

30 Coelho, J.M. A., Foral de Almodôvar, Câmara Municipal de Almodôvar, Almodôvar (2004).

31 Correia, C. A., Pinturas e Fingidos, Livraria Editora, Lisboa (1931).

32 Rutherford, J. G.; Stout, G. L., Paintings Materials: A Short Encyclopaedia, New York, Dover (1966).

33 Antónia Prol, habitante da aldeia de Mina do Bugalho, Alandroal, informação pessoal (12-08-2004).

34 Maria Valeiro, habitante da aldeia de Mina do Bugalho, Alandroal, informação pessoal (12-08-2004).

35 Augusta Cuco, habitante da aldeia de Mina do Bugalho, Alandroal, informação pessoal (12-08-2004).

36 Cacilda Cuco Cardoso, habitante da aldeia de Mina do Bugalho, Alandroal, informação pessoal (12-08-2004).

37 Marinelly, A. M.; Provenciali, B.; Poggi, D.; Santameria, U., 'Historie de la fabrication et l'emploi des pigments noirs à base de carbone produits artificiellement', in Couleur & Temps, Editions SFIIC, Paris (2006) 104-106.

38 Leitão, L. A., Curso Elementar de Construções, Imprensa Nacional, Lisboa (1896).

39 Virgolino Bandeira Prol, antigo pintor da construção civil, Estremoz, informação pessoal (23-08-2004).

40 José Serra, antigo caiador, Sousel, informação pessoal (18-01-2005).

41 "Malé", antigo pintor da construção civil, Évora, informação pessoal (23-07-2007).

42 Rui, droguista de Aviz, informação pessoal (25-01-2005).

43 Cornell, R.M.; Schwertmann, U., The Iron Oxides: Structure, Properties, Reactions, Occurrences and Uses, 2nd edition, Wiley-VCV Verlag Gmbh&Co, Weinheim (2003).

44 Rosa Prol, Arquivo e Divisão de Obras da Câmara Municipal da Vidigueira, informação pessoal (19-10-2004).

45 Harley, R. D., Artists' Pigments. c. 1600-1835, Butterworth, London (1970).

46 Mira, P., 'Contributo para a conservação do Património urbano de Moura: Análise morfo-tipológica e da imagem urbana no espaço intramuros do Castelo e no bairro da Mouraria', dissertação de mestrado em Recuperação do Património Arquitectónico e Paisagístico, Universidade de Évora (1999).

47 Costa, A. T. M., 'Modelação matemática dos recurso hídricos e subterrâneos da região de Moura', tese de doutoramento, Instituto Superior Técnico (2008). Disponível em http://e-geo.ineti.pt/edicoes_online/teses/augusto_costa/default.htm.

48 Maria Manuela Prol, habitante da vila de Gavião, informação pessoal (10-05-2006).

49 Cruz, A. J., 'Pigmentos e corantes das obras de arte em Portugal, no início do séc. XVII, segundo o tratado de Pintura de Filipe Nunes', Conservar Património 6 (2007) 39-49, https://doi.org/10.14568/cp6_5.

50 Serrão, V., 'Renovar, repintar e retocar: estratégias do pintor-restaurador em Portugal desde o século XVI', Conservar Património 3-4 (2006) 53-71, https://doi.org/10.14568/cp3-4_5.

51 Rivara, J. H. C., Memorias da Villa de Arraiolos, Parte II, 2.ª edição, Câmara Municipal de Arraiolos, Arraiolos (1999).

52 Scarzella, P.; Natale, P., Terre Coloranti Naturali e Tinte Murali a Base di Terre, Stamperia Artistica Nazionale, Torino (1989).

Stable url: https://doi.org/10.14568/cp10_3


< Previous Next >
ARP | Associação Profissional de Conservadores-Restauradores de Portugal